Soldado em frente a uma igreja católica no Sri Lanka (Foto: Reuters)
Soldado em frente a uma igreja católica no Sri Lanka (Foto: Reuters)

A Igreja católica do Sri Lanka suspendeu as missas do próximo domingo pela existência de “ameaças específicas” de novos atentados contra ao menos dois templos, em um país ainda em luto pelos massacres da Páscoa.

A Igreja recebeu “informações específicas sobre dois possíveis ataques contra templos”, afirmou um porta-voz do cardeal Malcolm Ranjith.

No domingo de Páscoa, vários atentados suicidas contra igrejas e hotéis de luxo deixaram 257 mortos, de acordo com um balanço atualizado pelas autoridades.

Arcebispo de Colombo, o cardeal Ranjith desejava a retomada das missas em 5 de maio, mas a persistência da ameaça o levou a adiar a decisão por tempo indeterminado”, afirmou à AFP o porta-voz.

“Por conselho das forças de segurança, decidimos que não será celebrada nenhuma missa em nenhuma igreja no próximo domingo”, afirmou.

“Há uma ameaça específica contra dois lugares”, completou.

No domingo passado, o cardeal Ranjith celebrou uma missa privada que foi exibida ao vivo pela televisão.

Na quarta-feira, os partidos políticos cancelaram as manifestações previstas para o 1º de maio por medo de atentados.

Fonte: AFP