Fiscalização na igreja notificada por aglomeração — Foto: Guarda Municipal/Divulgação

A fiscalização da prefeitura de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, cumprindo as medidas de prevenção ao novo coronavírus flagrou uma igreja com cerca de 100 pessoas, a maioria sem máscara, no bairro Aero Rancho, por volta das 19h30 (de MS) de domingo (02).

De acordo com a Guarda Municipal, o culto era realizado dentro do horário permitido, porém, sem normas de biossegurança. Diante da situação, a igreja foi notificada por aglomeração e os responsáveis orientados que, em caso de reincidência, o local será interditado.

A equipe que fiscaliza as regras, composta pela Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Controle Urbanístico e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), também fez outros flagrantes de desrespeito às medidas de prevenção à Covid-19 na noite de domingo.

Mais de 100 comércios foram vistoriados, três locais foram fechados pela Vigilância Sanitária, cinco foram autuados, 150 pessoas foram orientadas a voltarem e permanecerem em suas casas, foram feitas duas orientações em residências e um comércio foi fechado pela Semadur por falta de alvará.

A Guarda Municipal recebeu 374 ligações, sendo 270 de denúncias relacionadas ao distanciamento social. 

Outra igreja
 
Na noite de quinta-feira (30), uma igreja foi flagrada com mais pessoas do que o permitido e todas sem máscara. Houve confusão no local e o pastor responsável ofendeu os fiscais e ainda rasgou a notificação.
 
No dia seguinte o local foi interditado, mas o pastor e fiéis entraram por outra porta e mais um culto foi realizado no local. Desta vez, o responsável seguiu as orientações dos fiscais, encerrou a celebração e se comprometeu a cumprir as determinações.

Na noite de domingo (02), foram feitas rondas no local e verificado que estava fechado.

Fonte: G1