Igreja cristã destruída por aldeões budistas e políticos em Bangladesh.
Igreja cristã destruída por aldeões budistas e políticos em Bangladesh.

Uma igreja cristã foi destruída por aldeões budistas e políticos de um partido regional em Rangamati, uma cidade na parte oriental de Bangladesh. O incidente aconteceu em 15 de julho, por volta das 22h. Os moradores carregavam armas, facões e paus e usavam máscaras para esconder os rostos. Eles quebraram as portas e janelas do prédio da igreja, cortaram o telhado feito de metal e demoliram uma parede.

Depois de destruírem a igreja, os agressores procuraram o pastor, mas ele fugiu com outros cristãos e se abrigou na propriedade de vizinhos. Antes de partirem, os extremistas ameaçaram os cristãos, dizendo-lhes para demolir o que restava da igreja em três dias. “Como podemos destruir nossa igreja? É nosso lugar de adoração. Nós amamos Jesus Cristo; não podemos fazer isso. Mas vamos tentar reconstruir a igreja”, disse um dos cristãos que frequentam a igreja.

Alguns dias depois, os cristãos voltaram e tentaram reconstruir a igreja destruída. No entanto, a notícia chegou aos agressores e eles voltaram na noite de 22 de julho. Os perseguidores destruíram a igreja novamente e ameaçaram os cristãos. Os fiéis foram até a cidade local para buscar ajuda com intuito que os ataques parassem.

Mas a resposta da comunidade foi que a única maneira de parar isso é que todos abandonem o cristianismo e voltem às práticas budistas. “Eu ainda não posso voltar para casa para dormir por medo de ataque. Devo me esconder todas as noites e dormir em outro lugar. Não sei quantas noites devo me esconder. Eu ainda sinto que alguém está correndo atrás de mim”, conclui o pastor.

Fonte: Portas Abertas