Caso ocorreu na quarta-feira (2), próximo à Ribeirão do Pinhal, no Paraná. Diocese se comprometeu a oferecer auxílio psicológico para garota.

O bispo diocesano de Jacarezinho, Dom Antonio Braz Benevente, decidiu afastar por tempo indeterminado um padre suspeito de se masturbar na frente de uma adolescente de 13 anos na região de Ribeirão do Pinhal, cidade do norte do Paraná. A suspensão foi oficializada na quinta-feira (3), por meio de um decreto cautelar que também informa que o padre deverá arcar com as despesas relacionadas à defesa.

Segundo o bispo, o caso foi levado ao Conselho Episcopal e ao presidente do Tribunal Eclesiástico de Londrina, também no norte do estado, que determinaram o afastamento. A diocese compromete-se ainda a oferecer apoio psicológico à vítima e se colocou à disposição do Conselho Tutelar.

O caso ocorreu na quarta-feira (2). A própria garota procurou a polícia e relatou o que havia acontecido. Segundo a polícia, o padre foi detido e liberado mediante pagamento de uma finaça R$ 2,700.

Veja o decreto na íntegra

Diante dos fatos envolvendo a pessoa do Padre Reginaldo Antonio Ghergolet, tendo consultado o Conselho Episcopal bem como o presidente do Tribunal Eclesiástico de Londrina, venho por meio deste, decretar o seguinte:

1. Fica, o citado padre, de acordo com as orientações da Igreja, expressas no Código de Direito Canônico e demais documentos da Congregação para a Doutrina da Fé, suspenso do uso de ordens “ad cautelam”, por tempo indeterminado, dentro e fora dos limites da diocese, até ulteriores ordens da competente autoridade.

2. Fica sob a responsabilidade do referido padre, o ônus referente à sua defesa no âmbito da justiça civil.

3. A diocese compromete-se a oferecer o apoio psicológico à vítima, e coloca-se à disposição do conselho tutelar envolvido.

Cumpra-se, a partir da presente data este nosso decreto.

Jacarezinho, 03 de janeiro de 2013.
Dom Antonio Braz Benevente
Bispo Diocesano de Jacarezinho

[b]Fonte: G1[/b]