Templo da Igreja Universal onde os fiéis entravam e saíam pelos fundos, após decreto para evitar aglomerações por causa do coronavírus, em Porto Alegre (RS)
Templo da Igreja Universal onde os fiéis entravam e saíam pelos fundos, após decreto para evitar aglomerações por causa do coronavírus, em Porto Alegre (RS)

O templo da Igreja Universal foi interditado na manhã deste sábado (21), na Avenida Júlio de Castilhos, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Segundo a prefeitura, o local foi fechado porque oferece risco à saúde coletiva ao descumprir o decreto em vigor desde terça-feira que determina o encerramento de eventos religiosos. A medida serve para evitar a aglomeração de pessoas e a proliferação de coronavírus.

A fiscalização recebeu um vídeo na noite de sexta-feira que flagrou fiéis saindo do local pela porta dos fundos depois da realização de um culto.

Os agentes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico estiveram no imóvel com apoio da Guarda Municipal e adesivaram as portas. As equipes também fecharam, na mesma avenida, a Igreja Internacional da Graça de Deus.

A prefeitura salienta que segue monitorando a cidade e que moradores podem denunciar atividades que seguem funcionando sem permissão. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 156 e pelo portal de Atendimento ao Cidadão. A vistoria prioriza os locais com maior porte e capacidade de lotação para fechar estabelecimentos que atraem mais pessoas.

Fonte: GauchaZH