Cristãos na Índia
Cristãos na Índia

Duas famílias cristãs foram espancadas e banidas de sua aldeia natal no estado de Odisha, na Índia, depois que se recusaram a renunciar à sua fé cristã em dezembro de 2019. Segundo relatos locais, esses cristãos continuam fortes na fé cristã, apesar da perseguição.

Em dezembro de 2019, Pudiya Kovasi, sua esposa Somay Kovasi, Mukka Pudiyami e sua esposa Gangi, se converteram ao cristianismo. Essas famílias decidiram se converter ao cristianismo depois de receberem uma oração de cura de um pastor cristão local chamado Peter Madkami.

Em 17 de dezembro, os dois casais foram convocados antes de uma reunião da comunidade na vila de Promilapadar e solicitados a abandonar sua fé cristã. Quando os casais recusaram, foram atacados e espancados com varas de madeira.

Ambos os casais conseguiram escapar, mas sofreram vários ferimentos. Pudiya Kovasi teve várias lesões nas costas e Muuka Pudiyami ficou sangrando.

Após a reunião de 17 de dezembro, os casais cristãos foram banidos da vila de Promilapandar. Eles foram informados de que serão mortos se retornarem à vila. O pastor Peter Madkami também foi banido de Promilapandar.

Por toda a Índia, os ataques a cristãos e seus locais de culto continuam a aumentar. Sob o atual governo liderado pelo BJP, a intolerância religiosa pode aumentar sem controle. A conversão religiosa tem sido historicamente um tópico sensível na Índia.

Agora, com a intolerância religiosa atingindo níveis sem precedentes, meros rumores de conversão religiosa são suficientes para incitar a violência motivada por religiões.

Folha Gospel com informações de International Christian Concern