Cerca de 100 mil fiéis participaram da oração da primeira sexta-feira do Ramadã na Esplanada das Mesquitas, na Cidade Velha de Jerusalém.

A polícia e o exército levantaram para esta ocasião as restrições habituais ao acesso de palestinos a Jerusalém Oriental, mas apenas para homens com mais de 50 anos e mulheres com mais de 45 da Cisjordânia ocupada.

Cerca de “60 mil palestinos foram nesta sexta-feira de manhã a Jerusalém para participar da oração na Esplanada”, depois que foram dadas instruções aos postos de controle militar para deixá-los passar, indicou a porta-voz.

Israel geralmente proíbe aos palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza o acesso a Jerusalém Oriental, anexada apór ser conquistada pelo Estado hebreu em 1967, assim como ao território israelense desde o início dos anos 2000.

“Mais de 2 mil policiais e guardas fronteiriços foram mobilizados em Jerusalém”, indicou a porta-voz da polícia, que não registrou incidentes após a oração.

A polícia proibiu o acesso à Esplanada dos fiéis muçulmanos (da Cisjordânia) de sexo masculino com menos de 45 anos e das mulheres com menos de 35, segundo esta fonte.

De acordo com a polícia, estas são medidas de precaução devido ao risco de incidentes.

A Esplanada das Mesquitas, na parte oriental de Jerusalém, abriga a Cúpula de Jerusalém e a Mesquita Al Aqsa, terceiro local santo do islã, depois de Meca e Medina, na Arábia Saudita.

[b]Fonte: AFP[/b]