A pedido do Ministério Público Eleitoral o juiz eleitoral Cícero Martins determinou que o pastor Silas Malafaia juntamente com o candidato Hermano Morais e seu vice Osório Jácome, não promovam ato político.

O ato político ocorreria nesta quarta feira (17) no Centro de Convenções de Natal, RN. Segundo representação apresentada pelo promotor Giovanni Rosado, qualquer lugar público de uso comum é vedada a realização de propaganda, não importando se no Centro de Convenções de Natal ou em uma igreja.

“A possível realização de evento religioso no Centro de Convenções com a presença do pastor Silas Malafaia, atendendo a convite do candidato a prefeito Hermano Morais (PMDB) e do vice, Osório Jácome, pode desencadear manifestações que venham a caracterizar propaganda leitoral irregular, que deve ser coibida, uma vez que o local do evento é, sabidamente, um bem de uso comum, que depende de permissão e autorização do Poder Público para uso”, afirma a representação, de acordo com publicação Tribuna do Norte.

O Juízo Eleitoral ainda determinou que a equipe de fiscalização da 3ª Zona acompanhe e registre qualquer irregularidade de propaganda eleitoral no referido evento. Em caso de descumprimento a multa será de R$ 20 mil para cada um.

[b]Malafaia e política
[/b]
O pastor Silas Malafaia vem sendo protagonista de assuntos polêmicos relacionados à política nas últimas semanas.

Após declarar seu apoio ao candidato a prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), algumas manifestações contra sua posição se desencadearam. Até mesmo o próprio candidato Serra, em entrevista, tentou se desassociar do pastor. “Eu não assumi nenhum compromisso com o pastor Malafaia”, disse o candidato.

Outra manifestação contra a inclusão de Silas na política foi a do reverendo Paulo Siqueira, pioneiro do movimento ‘Voltemos ao Evangelho puro e simples’, que em um texto criticou e referiu-se a ele como herege e deturpador valores do verdadeiro Evangelho. Ele afirmou ainda que Silas não representa a massa evangélica.

“O Sr. Silas e sua turma de hereges contemporâneos têm, há muito tempo, deturpado os valores do verdadeiro Evangelho com arrogância, ganância desenfreada, em busca dos valores deste mundo”.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]