O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ) condenou um pastor de uma igreja evangélica de Urubici, na Serra, a pagar indenização de R$ 3 mil reais a dois ex-fiéis da congregação.

De acordo com o TJ, pai e filho foram insultados, agredidos e expulsos do grupo.

O caso foi em junho de 2008, mas a setença foi inicialmente julgada na comarca de Urubici e, diante das apelações, foi confirmada pela 3ª Câmara de Direito Civil do TJ e divulgada no dia 17 de outubro.

Conforme o TJ, em sua defesa, o pastor e a igreja negaram as acusações. Porém, o relator do caso, desembargador Fernando Carioni, reconheceu as provas das agressões físicas e da expulsão da família da instituição religiosa. Para a Justiça, a expulsão foi de forma arbitrária e sem direito de defesa, conforme alegaram.

Pai e filho chegaram a pedir aumento do valor da indenização, mas o pedido foi negado. Segundo o TJ, a decisão foi unânime.

[b]Fonte: Faxaju[/b]