Usos e costumes das igrejas pentecostais são criticados pela pastora lésbica que chama essas doutrinas de “julgo e opressão”.

A pastora Lanna Holder fundadora da igreja Comunidade Cidade Refúgio, destinada ao grupo LGBT (Lanna assumiu publicamente sua relação homossexual com a cantora e pastora Rosania Rocha), fez uma pregação recentemente debochando dos usos e costumes de igrejas pentecostais como Assembleia de Deus e Deus é Amor.

Em seu discurso ela recorda de situações cômicas que aconteceram quando ela ainda era da AD, chegando a dizer que foi “colocada em disciplina” por ter levado os jovens de sua igreja para o parque de diversões e também por levá-los a uma cachoeira.

“Eu falei para ele [para o pastor], o senhor me mostra onde está escrito na Bíblia ‘não andaras de roda gigante’?”, disse ela relembrando a conversa que teve com o pastor assembleiano.

Enquanto os membros da igreja davam risada sobre essas situações, a ex-missionária zombava até dos dons de línguas fingindo que estava no “mistério”.

“Nós crescemos debaixo de um sistema opressor”, disse ela se referindo aos usos e costumes. “Não estou falando mal da Assembleia estou falando do sistema”. Para ela usos e costumes é diferente de doutrina.

Nessa pregação ela também cita uma mulher que antes de fazer parte da Cidade Refúgio era membro da Deus é Amor, e Lanna diz que no ministério de Davi Miranda tomar banho com sabonete é pecado.

O vídeo foi postado pelo usuário MineirissimoBH que fez uma série de anotações com passagens bíblicas mostrando as contradições do discurso da pastora lésbica.

Assista [url=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=S8WqWFy3ZDs]aqui[/url]:

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]