Edson da Silva, de 20 anos, que se identificou como pastor evangélico foi preso ontem (9) à noite em flagrante por tentativa de estupro contra uma adolescente de 13 anos.

A prisão ocorreu por volta das 20h, na rua Delegado Alfredo Hardnan, no bairro Centro-Oeste, em Campo Grande.

Segundo informações da Polícia, PMs estranharam a presença de um Escort vermelho que estava parado em frente ao hipódromo. Na abordagem, os policiais perceberam que os ocupantes estavam no banco traseiro do carro e sem roupas. Os PMs disseram que o pastor tentou intimidá-los e evitar a prisão.

Aos policiais, a garota contou que o rapaz havia feito vários convites para que os dois tivessem relação sexual e que ontem aceitou sair com ele. Ainda segundo o depoimento dela, ele parou o veículo no local onde eles passaram a praticar atos libidinosos.

Na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga, para onde foi levado, durante a revista íntima, os policiais constataram que o pastor estava com preservativo no órgão genital. No carro, os policias também encontraram embalagens de preservativo, alguns já abertos.

A Polícia não divulgou a qual denominação religiosa o pastor pertence, informou apenas, se tratar de uma igreja no estado de Mato Grosso. O pastor foi encaminhado para a Agepen.
A adolescente será submetida a exames de conjunção carnal que deverá ficar pronto em 10 dias.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Marília de Brito Martins, a adolescente conta que o pastor a levou ao culto no sábado. Depois do culto ele passou na casa dela para tomarem água. Ele anotou o número do telefone celular dela e perguntou se podia ligar.

Ontem, ele ligou para ela e combinaram de sair. O pastor disse que a princípio a menina teria mentido a idade, que ela teria 16 anos. A menina afirma que não foi violentada e que o ato sexual não foi consumado.

[b]Fonte: Capital News[/b]