O padre francês Georges Vandenbeusch, sequestrado em meados de novembro no norte dos Camarões foi libertado nesta terça-feira, ele chegou ontem a França.

O porta-voz da Santa Sé expressou esta quarta-feira a sua satisfação pela libertação do sacerdote francês Georges Vandenbeusch, que tinha sido sequestrado há um mês e meio no norte dos Camarões, supostamente por um grupo islâmico local.

Em declarações prestadas à Rádio Vaticano, o padre Federico Lombardi convidou a comunidade católica “a rezar por todas as outras pessoas mantidas reféns e sequestradas em todo o mundo”.

O sequestro ocorreu no dia 14 de novembro quando o padre George Vandenbeusch estava na paróquia camaronesa de Nguetchewe, a cerca de 30 quilômetros da fronteira com a Nigéria.

O cativeiro do sacerdote de 42 anos, sequestrado por um grupo ainda não identificado, prolongou-se até o dia 30 de dezembro.

[b]Fonte: Ecclesia[/b]