Líderes religiosos das Igrejas Evangélicas e Católica criticaram o presidente da República Daniel Ortega y Saavedra, por não saber escutar e não responder aos apelos do povo, o que coloca em perigo a democracia do país.

O Pastor Augusto César Marenco, da Igreja Centro Apostolar, pediu ao presidente que aprenda a conviver com a opinião de todos os setores do país e a escutar as propostas das diferentes forças de oposição ao seu governo, como modo elementar de respeitar as liberdades de expressão.

Por sua vez, o bispo da diocese de Granada, Dom Bernardo Hombach, comentou no último fim de semana, que o plebiscito e o referendo que atualmente promove o governo, poderiam ser um show montado para conseguir perpetuar-se no poder.

Se ambas as consultas não forem feitas dentro de um processo de transparência e objetividade e diante de um número suficiente de observadores internacionais que possam comprovar sua autenticidade, poderia se tornar para a democracia nicaragüense um sério perigo.

O prelado acrescentou que as intenções de Ortega de reeleger-se não são sadias e que uma mudança seria benéfica para a Nicarágua. (SP)

Fonte: Rádio Vaticano


Comentários