Mais de 3 mil cristãos brasileiros participaram ao vivo da Live Solidária promovida pela Portas Abertas e Paulo César Baruk
Mais de 3 mil cristãos brasileiros participaram ao vivo da Live Solidária promovida pela Portas Abertas e Paulo César Baruk

Há mais de 65 anos, a Portas Abertas atua no serviço aos cristãos que são perseguidos em países onde não existe liberdade religiosa. Desde 1993, a Lista Mundial da Perseguição mostra os 50 países onde a situação é mais difícil para os cristãos.

Em 2020, a igreja global foi afetada pela pandemia da COVID-19 e isso agravou ainda mais a situação de cristãos que já eram vulneráveis por causa da perseguição. Temos relatos de irmãos que tiveram a ajuda humanitária de governos e organizações negada pelo fato de serem cristãos.

Com o objetivo de intensificar a ajuda a esses irmãos e irmãs, a Portas Abertas, juntamente com pastores, músicos e artistas cristãos, sob a direção artística de Paulo César Baruk, promoveu a Live Solidária da Igreja Perseguida #UmComEles.

Foram mais de 3 mil pessoas conectadas simultaneamente assistindo ao evento. Os primeiros posts dos participantes nas redes sociais já mostravam que algo estava sendo preparado com amor e carinho, com o objetivo de despertar os cristãos brasileiros em relação à situação da Igreja Perseguida neste momento de crise mundial. Diariamente, mais brasileiros iam se juntando a esse movimento. Mesmo antes do início da Live, os cristãos já marcavam presença no chat do YouTube e demais canais digitais da Portas Abertas. Até agora, cerca de 25 mil pessoas já visualizaram a Live, que pode ser assistida novamente abaixo.

A transmissão da Live Solídária #UmComEles, produzida por Douglas Sciola, iniciou pontualmente às 19h com uma mensagem de boas-vindas do secretário-geral da Portas Abertas no Brasil, Marco Cruz. Em seguida, Zé Bruno, Mauro Henrique, Rodrigo Soeiro, Alexandre Magnani, Rachel Novaes, Netto, Júlio Filho, Amanda Rodrigues, Eyshila, Jéssica Augusto, Gabriel Guedes, André Aquino, Thiago Grulha, Gerson Borges, Fábio Sampaio e Paulo César Baruk cantaram louvores a Deus.

Entre as apresentações musicais, Davi Lago, Thiago Grulha, Marcos Davi, Rebeca Nemer e André Saldiba leram testemunhos de cristãos perseguidos de diferentes países. Os espectadores da Live também puderam conhecer a história das viúvas Rikiya e Abigail da Nigéria, e receberam uma ministração do Rev. Hernandes Dias Lopes, que enfatizou as palavras do apóstolo Paulo em Filipenses 1.21: “Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro”. No encerramento, o pastor Adhemar de Campos também participou orando pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo.

A Portas Abertas agradece a todos os pastores, cantores e artistas cristãos que voluntariamente se dispuseram a servir conosco por meio desse evento virtual. Nossa gratidão também aos mais de 3 mil cristãos brasileiros que se juntaram a nós na Live Solidária #UmComEles. Lembramos que ainda dá tempo de contribuir em favor de nossos irmãos e irmãs da Igreja Perseguida afetados pela pandemia da COVID-19. Colabore e seja a resposta de oração dos cristãos perseguidos.

Fonte: Portas Abertas