Policial observa igreja incendiada na Irlanda do Norte. (Foto: Reprodução / Bíblia Todo)
Policial observa igreja incendiada na Irlanda do Norte. (Foto: Reprodução / Bíblia Todo)

A instituição de caridade cristã CARE NI solicitou ao Serviço de Polícia da Irlanda do Norte (PSNI) todas as estatísticas sobre crimes contra locais de culto entre 2014 e 2015 através de Pedido de Liberdade de Informação e descobriu que foi na cidade de Belfast onde a maioria dos crimes aconteceram. Foram com 173 ataques, mais de um quarto do número total.

Os ataques incluem igrejas, cemitérios e outros edifícios religiosos.

O oficial de políticas da CARE NI, Mark Baillie, disse ao Premier que os crimes eram contra diferentes grupos religiosos e denominações, e cada comunidade tinha sua própria história:

“Em alguns casos os crimes são de nível relativamente baixo, coisas como pichações, mas existem ataques incendiários, como o que queimou o interior de uma igreja em Saintfield Road, em Belfast.”

Em julho de 2016, a Igreja Presbiteriana em Saintfield Road sofreu dois ataques incendiários, levando a grandes danos que demoraram dois anos para serem totalmente reparados antes de reabrir novamente.

No domingo de Páscoa do ano passado, a Igreja do Sagrado Coração em Ballyclare foi atacada com tinta e, em abril de 2020, a Igreja Paroquial de Brantry foi atacada com uma janela quebrada e danos causados ​​em seu interior.

“Falei com vários ministros e anciãos que foram afetados. O grande dano foi o dano psicológico, saber que alguém veio ao ‘nosso local de adoração’ e fez isso”, disse Baillie.

“Tudo o que esses ministros e anciãos querem fazer é servir às suas comunidades e querem dizer ao mundo sobre a diferença que a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo fazem em suas vidas e na vida das comunidades. Acreditamos que existe uma abordagem melhor possível e esperamos que os políticos na Irlanda do Norte ouçam isso”, declarou.

A instituição já solicitou financiamento para proteger locais de culto na Irlanda do Norte, semelhante a um esquema disponível na Inglaterra e no País de Gales, e afirma que esses dados mostram que a necessidade é urgente.

O Financiamento para Segurança de Locais de Adoração na Inglaterra e País de Gales ajuda igrejas, mesquitas e templos a adquirir segurança, como câmeras de segurança, fechaduras, cercas e iluminação.

O governo escocês também anunciou que está introduzindo um esquema semelhante.

Aaron McAlister, pastor da Igreja Paroquial de Derriaghy, disse que apoiaria medidas governamentais adicionais para proteger locais de culto: “Em novembro de 2019, nossa Igreja foi invadida e vandalizada. Danos significativos foram causados ao nosso santuário. Os indivíduos conseguiram entrar atrás de nosso órgão enquanto procuravam por objetos de valor, mas felizmente não havia nada para levar”.

“Isso deixou muitos dos fiéis profundamente chateados. Um ataque a um local de culto é um ataque à comunidade que cultua lá. Em vez de continuar servindo a nossa comunidade, tivemos que gastar horas valiosas consertando os danos causados”, disse o pastor.

“Eu apoiaria medidas governamentais adicionais para proteger locais de culto. Ações para prevenir ataques que aconteçam a outras comunidades religiosas seriam extremamente bem-vindas”, declarou.

Fonte: Guia-me com informações de Premier