Site da Associação Evangelística Billy Graham dispõe de programas de discipulado online.
Site da Associação Evangelística Billy Graham dispõe de programas de discipulado online.

O evangelista Franklin Graham, presidente e CEO da Associação Evangelística Billy Graham (BGEA) e da Bolsa do Samaritano, confirmou que 1,7 milhão de pessoas entregaram suas vidas a Cristo em 2020 por meio de seus ministérios online. A quantia representa mais do que o dobro do ano passado.

Graham explicou que as pessoas estão chocadas com a recente reviravolta dos acontecimentos e estão se voltando para Jesus Cristo, em busca de discernimento.

“Acho que não há nada normal em 2020”, disse Graham. “Nunca passamos por uma pandemia na minha vida. O mundo nunca foi fechado antes. É Deus quem toca o coração e abre os olhos das pessoas. A pandemia não impediu isso”.

E este ano marca a primeira vez que a BGEA comprou tempo na televisão nacional, com uma mensagem direcionada e também gerenciou uma linha direta do Evangelho disponível 24 horas por dia. Graham se conectou com os telespectadores e orou com eles durante o comercial de um minuto.

O evangelista destacou que muitas pessoas se tornaram mais misericordiosas ao passar por cada obstáculo junto ao seu próximo.

“O coração das pessoas se abrandou um pouco”, ressaltou Graham. “Pessoas que não ouviam antes estão ouvindo agora. Para o evangelismo, pode ser um dos melhores anos que já tivemos”.

“Acho que elas estão dispostas a ouvir o Evangelho”, acrescentou Graham. “As pessoas estão assustadas e com medo. Quando você lhes dá a esperança que temos em Jesus Cristo, elas ficam ansiosas para aceitar isso. Quando o mundo vira de cabeça para baixo, elas ficam ansiosas para ouvir”.

Apesar da queda na frequência à igreja desde o início da pandemia, Graham observa que há uma forte presença online.

“As igrejas que ensinam a Bíblia geralmente se saem muito bem e estão lotadas. Os bancos podem não estar cheios, mas há mais pessoas assistindo online do que aquelas que costumam frequentar a igreja”, disse ele.

Ele declarou que a América pode se curar deste ano preocupante, mas que é preciso buscar a Jesus como Senhor e Salvador para que isso aconteça.

“Eu não acho que podemos nos curar sem Deus e para que isso aconteça, tem que haver arrependimento”, disse Graham. “Temos que nos arrepender de nossos pecados. Simplesmente não vejo nossa nação se unindo sem Deus”.

Além disso, a BGEA e a Bolsa do Samaritano oferecem treinamento de discipulado que irá educar e equipar os crentes para seguir a Cristo e viver o Evangelho.

“Não esperamos que as igrejas façam o discipulado por nós. Nós mesmos o fazemos”, concluiu Graham.

Fonte: Guia-me com informações de The Christian Post