A pequena Roxli Doss quando estava no hospital (Foto: Reprodução)
A pequena Roxli Doss quando estava no hospital (Foto: Reprodução)

Quase seis meses depois que uma menina de 11 anos de idade do Texas foi diagnosticada com um tumor cerebral incurável chamado glioma pontino intrínseco difuso, ou DIPG, os médicos não podem mais encontrar um rastro dele depois que sua família e amigos fizeram uma corrente de oração por um milagre.

A pequena Roxli Doss, de 11 anos, tinha recebido um diagnóstico que dizia que seu problema era incurável.

“E nós conseguimos”, disse Gena Doss, a mãe de Roxli Doss, em entrevista à KVUE .

E agora todos estão agradecendo a Deus por sua bênção.

“Louvado seja Deus”, disse o marido dela, Scott.

A Dra. Virginia Harrod, do Centro Médico Infantil da Dell, disse à KVUE que o DIPG é uma doença rara e devastadora.

“É muito raro, mas quando a vemos, é uma doença devastadora. Você tem uma capacidade diminuída de engolir, às vezes perda de visão, diminuição da capacidade de falar e, eventualmente, dificuldade em respirar”, disse ela.

A médica explicou que a menina de 11 anos passou por semanas de tratamento com radiação, mas não havia expectativa de que o tumor simplesmente desapareceria. A recuperação de Roxli, ela disse, é “inacreditável”.

A radioterapia é atualmente a terapia primária para o diagnóstico recente de DIPG em crianças com mais de 3 anos, de acordo com o hospital St. Jude Children’s Research . Ele usa raios X de alta energia de uma máquina especializada ou outros tipos de radiação para matar células cancerosas e encolher tumores. O tratamento, no entanto, não cura pacientes.

“Quando vi pela primeira vez o exame de ressonância magnética de Roxli, foi realmente inacreditável”, disse Harrod, “o tumor é indetectável na ressonância magnética, o que é realmente incomum”.

E caso haja alguma dúvida sobre o diagnóstico inicial de Roxli, seu pai disse que sua doença foi confirmada por especialistas em vários hospitais diferentes.

Enquanto os médicos tratavam Roxli com radiação, não esperavam curá-la. A comunidade, onde mora a família, decidiu orar com os pais por um milagre.

“O diagnóstico dela quebrantou os corações de toda a nossa comunidade. Nós fomos levados a nos ajoelharmos e chamados para a batalha, atacando os portões do céu com nossas orações repletas de fé. Sabemos que a única coisa que os médicos não consideraram foi nosso Deus, e Ele está nesse milagres!”, disse o grupo.

Quando a notícia se espalhou da recuperação inesperada de Roxli, o grupo deu a Deus todo o louvor e agradeceu a todos que oraram.

“Todo o louvor, e glória, e honra ao nosso incrível Deus!! 2018 vai entrar no meu livro de história como o ano em que Deus nos permitiu testemunhar o milagre de uma vida! Repetidamente, agradeço-lhe pelo que fez para a doce Roxli. Obrigado a todos por fazer parte da história dela, por orar por ela!”, escreveram.

Atualmente, os médicos estão monitorando Roxli e ela deve se submeter a tratamentos, como a imunoterapia, por precaução.

Em um poema escrito por Roxli na escola no Dia de Ação de Graças, ela disse: “A todos, obrigada. Você foi gentil comigo, você levantou dinheiro para mim, você orou por mim e você me curou. Você mostrou ao mundo, nem todos os heróis usam capas.

Fonte: The Christian Post