Um padre americano que foi surpreendido correndo nu de madrugada em Denver, no Estado do Colorado, alegou nesta quinta-feira que é inocente das acusações de exposição indecente e pediu para ser julgado por um júri.

Robert Whipkey foi detido em 22 de junho em um subúrbio de Denver depois de ter sido surpreendido por um policial correndo na rua nu às 4h35. No momento da detenção, Whipkey disse às autoridades que gosta de correr sem roupas porque, quando está vestido, sua exageradamente.

O padre não fez declarações em uma audiência na terça-feira, de acordo com informações do “Daily Times-Call”. Nem ele nem seus advogados fizeram comentários. O julgamento de Whipkey está marcado para o dia 25 de março de 2008.

Fonte: AP