Papa Francisco
Papa Francisco

O papa Francisco agradeceu neste sábado (13) aos jornalistas que ajudaram a revelar escândalos de abusos sexuais que, nas palavras dele, a Igreja Católica tentou esconder.

O pontífice destacou que os profissionais mostraram o que está errado com a Igreja, ajudaram a não empurrar esses casos para debaixo do tapete e deram voz às vítimas.

“Agradeço vocês pelo que nos dizem sobre o que está errado na Igreja, por nos ajudarem a não esconder isso embaixo do tapete, e pela voz que vocês deram às vítimas de abuso”, disse o papa.

Francisco disse que a missão do jornalismo é tornar o mundo menos obscuro e pediu que os jornalistas saiam das redações e trabalhem para conter a desinformação, geralmente, disseminada on-line.

O papa falou durante uma cerimônia de homenagem a dois profissionais que trabalham há anos acompanhando as questões do Vaticano.

Os escândalos de abuso sexual chegaram às manchetes em 2002, quando o jornal norte-americano “The Boston Globe” escreveu uma série de artigos expondo um padrão de abuso de menores por clérigos e uma cultura disseminada de ocultar esse tipo de ação dentro da Igreja.

O caso inspirou o longa “Spotlight – Segredos revelados” (2015), que ganhou o Oscar de melhor filme de 2016.