Pedofilia na igreja
Pedofilia na igreja

O Papa Francisco enviou dois bispos estrangeiros para investigar a forma como o arcebispo de Colônia, na Alemanha, está lidando com alegações de abuso sexual na maior arquidiocese do país, disse o representante do pontífice no país nesta sexta-feira (28).

Um relatório de acompanhamento de 800 páginas sobre o tratamento dos casos de abuso na arquidiocese de Colônia entre 1975 e 2018 revelou mais de 200 abusadores e mais de 300 vítimas, a maioria de menos de 14 anos.

“O Papa Francisco ordenou uma visita apostólica à Arquidiocese de Colônia”, disse Nikola Eterovic, o núncio papal da Alemanha, em um comunicado.

“Os delegados da Santa Sé formarão um quadro abrangente da situação pastoral do arcebispado e analisarão possíveis falhas do cardeal Woelki e de Sua Excelência Stefan Hesse, arcebispo de Hamburgo”, acrescentou.

Colônia é a diocese mais rica do mundo em algumas medidas –com uma renda maior do que o próprio Vaticano.

A diocese está no centro de uma crise da Igreja Católica alemã, que milhares estão abandonando em protesto contra seu tratamento de casos de abuso e sua recusa em abençoar relacionamentos homossexuais.

Fonte: G1