Pastor Anderson Silva e Samuel Mariano - Foto: Reprodução
Pastor Anderson Silva e Samuel Mariano - Foto: Reprodução

O líder da Igreja em Movimento, pastor Anderson Silva, criticou o pastor e cantor gospel Samuel Mariano, que foi acusado por uma mulher de ter se relacionado com ela. As críticas foram feitas ao presidente afastado da Assembleia de Deus (ADBrás Paraíba), depois que vazou supostas conversas picantes de Mariano com a mulher de nome Monalisa.

Anderson Silva, que em muitas vezes denunciou abusos sexuais praticados por outros pastores, acredita que o pastor Samuel Mariano tenha cometido tais atos que foram revelados nos últimos dias. A mulher apontada como amante de Mariano confirmou que se envolveu com o pastor. Uma suposta conversa entre os dois também chegou a ser divulgada nas redes sociais.

O pastor da Igreja em Movimento de Brasília julgou que a atitude de Samuel Mariano, de ter cometido o possível adultério, seria fruto da pornografia. Silva afirmou que “ninguém se acidenta no pecado” e que a pornografia tem se tornado “ferramenta do trabalho” pastoral de muitos religiosos.

“A pornografia se tornou ‘ferramenta do trabalho’ pastoral. Sim, a geração atual dos pastores foi monstrificada pela pornografia. As imoralidades e as justificativas aos atos pastorais que ferem o evangelho e a ética sexual pastoral se tornaram comum entre os líderes. Eles se protegem e se justificam!”, escreveu o pastor Anderson.

“Sim, antes de adulterar, cometer pecados sexuais e mentir para escondê-los ou abusar sexualmente de alguém, um pastor foi tomado pela pornografia. Ninguém se acidenta no pecado! O pecado é uma construção! A pornografia é uma monstrificação!”, completou.

Anderson não citou diretamente o pastor Samuel Mariano, mas a postagem que ele fez veio junto com a foto do cantor, o que confirmou que a mensagem em questão era sobre o suposto envolvimento dele em um caso extraconjugal. Além disso, citou um trecho do áudio divulgada nas redes sociais em que Samuel teria dito: “Me chame de fresco” para a mulher.

“‘Me chame de fresco’, foi o pedido de um pastor a uma ovelha de sua igreja ao trocar mensagens eróticas, áudios e nudes. Pastores, se arrependam enquanto há tempo!”, pediu Silva.

O pastor seguiu dizendo que “parte majoritária da liderança pastoral do Brasil fez da Igreja um cabaré” e questionou o motivo desses mesmo pastores não abandonarem o pastorado.

“Fico reflexivo… Por qual motivo não abandonam o pastorado para fazerem o trem bem feito? Usar o ministério para ter poder, dinheiro e sexo é coisa de gente sem temor. A Bíblia afirma que até os demônios creem e tremem! Muitos pastores estão brincando com Jesus!”, finalizou Anderson Silva.

Leia na íntegra o texto do pastor Anderson Silva abaixo:

Fonte: Portal do Trono