Clarence Gilyard Jr. fez filmes como 'Deixados para Trás
Clarence Gilyard Jr. fez filmes como 'Deixados para Trás", morreu aos 66 anos.

Clarence Gilyard Jr., mais conhecido por seus papéis em filmes de ação de Hollywood, morreu aos 66 anos.

O ator que interpretou o papel de um pastor no filme original “Left Behind” (“Deixados para Trás“) e se tornou professor. Sua morte foi anunciada por Nancy J. Uscher, reitora de belas artes da Universidade de Nevada, Las Vegas, onde Gilyard lecionava como professor associado.

“É com profunda tristeza que compartilho esta notícia”, disse Uscher em comunicado na segunda-feira. “Seus alunos foram profundamente inspirados por ele, assim como todos que o conheceram. Ele tinha muitos talentos extraordinários e era extremamente conhecido na universidade por sua dedicação ao ensino e suas realizações profissionais. Ele tinha seguidores nacionais e internacionais por meio de seu célebre trabalho no teatro, no cinema e na televisão.”

A causa da morte não foi divulgada.

Gilyard também estrelou na telinha a série de sucesso dos anos 90 “Walker, Texas Ranger”, onde estrelou ao lado do ator Chuck Norris.

“É com grande tristeza que soubemos da morte de um querido amigo e co-estrela, Clarence Gilyard. Por quase uma década, passamos ótimos momentos trabalhando juntos e ambos adoramos levar os bandidos à justiça”, escreveu Norris em seu Facebook na terça-feira.

Ele acrescentou: “Meus pensamentos e orações vão para sua esposa e filhos. Você fará muita falta para todos que o conheceram. Que você descanse em paz, meu amigo. Até nos encontrarmos novamente.”

Junto com um currículo impressionante que inclui papéis em “Duro de Matar” e “Top Gun”, Gilyard estrelou a popular franquia de filmes cristãos “Deixados para Trás” no início dos anos 2000. O ator foi criado na denominação luterana e mais tarde se tornou um católico devoto. Gilyard One disse que sua fé o ajudou a lutar durante anos contra o vício em drogas e sexo.

“Eu bati no fundo, bati no fundo … eu era praticamente sexo, drogas e rock and roll, sabe o que quero dizer?” ele disse em uma entrevista de 2016 para a Agência Católica de Notícias.

O ator disse que foi convidado pela primeira vez para uma igreja católica por um amigo que conheceu em um programa de recuperação.

“Cara, isso abalou meu mundo, me abalou. Então, fui ao padre na saída e disse: ei, posso ir vê-lo esta semana? E o resto é história”, disse ele na época.

Em uma entrevista separada, Gilyard disse ao CMGlobal que sua busca diária acabou se tornando uma oração para fazer tudo o que ele faz para Deus.

“Percebi que minha abordagem para esta vida está necessariamente evoluindo: evoluindo e amadurecendo em um pedido diário crítico ao nosso bom Deus para me ajudar a fazer da minha vida e meu trabalho, minhas obras, uma oração”, acrescentou na entrevista de 2018.

Folha Gospel com informações de The Christian Post

Comentários