Benjamin David Thomas confessou mais de 40 crimes sexuais contra crianças

O ex-apresentador da BBC Benjamin David Thomas confessou uma série de crimes sexuais contra crianças e adultos cometidos entre 1990 e 2019.

Ele esteve no tribunal de Gwynedd, região do norte do País de Gales, nesta sexta-feira (17), onde admitiu agressões sexuais, tentativas de abuso, voyeurismo e até a gravação de vídeos com crianças.

O criminoso confesso pagou fiança e aguarda a determinação de sua pena em liberdade.

De acordo com o jornal britânico The Mirror, Thomas também foi pastor da na Igreja da Família Criccieth em Gwynedd e se declarou culpado em dez acusações de atividade sexual com uma criança, oito agressões sexuais e quatro tentativas de cometer abuso sexual.

Entre os crimes estão ainda nove ataques indecentes, sete acusações de voyeurismo e duas de produzir vídeos indecentes de crianças, totalizando 40.

Apesar de concedido o benefício de pagamento de fiança para o réu aguardar a sentença, que será dada em 18 de agosto, em liberdade, o juiz do caso, Niclas Parry, avisou que será uma “sentença de prisão significativa”.

“A ofensa envolveu o grave abuso sexual de crianças vulneráveis por um líder religioso. É uma terrível violação da confiança depositada nele pelas vítimas e suas famílias, e não consigo imaginar o impacto que a revelação de suas ofensas teve sobre eles”, afirmou a comissária da polícia Lynne Willshe à publicação.

“Hoje no tribunal, Ben Thomas admitiu ter cometido 40 crimes sexuais. Como resultado disso, suas vítimas foram poupadas da provação angustiante de um longo julgamento”, completou.

Thomas foi repórter e apresentador do Ffeil, um programa de notícias em língua galesa para jovens e no Wales Today.

Ele deixou a BBC em 2005 para pregar nas ruas de Londres antes de retornar ao País de Gales em 2008 como pastor da Igreja da Família Criccieth.

Thomas está livre da fiança enquanto aguarda sua sentença marcada para 18 de agosto.

Fonte: UOL e New York Post