Um pastor e um membro de sua congregação, detidos em outubro de 2012 foram libertados em dezembro passado. Outros dois irmãos presos no mesmo evento, entretanto, continuam detidos

O pastor Farhad Sabokrouh e o cristão Naser Zamen Dezfuli foram libertados em 4 de dezembro, aproximadamente duas semanas antes do fim de suas sentenças. O período que ficaram presos antes do julgamento foi decrescido de sua pena.

[img align=left width=300]http://www.portasabertas.org.br/images/1120054/2956728[/img]Ambos foram detidos juntamente com Shahnaz Jeizan, esposa do pastor, e Davoud Alijani, outro cristão durante um culto em 23 de dezembro de 2011, na Assembleia de Deus em Ahvaz, uma igreja oficialmente reconhecida pelo governo.

Após o grupo ter sido libertado sob fiança no início de 2012, em outubro do mesmo ano, foram condenados a 12 meses de prisão por evangelizar muçulmanos e “fazer propaganda contra o regime islâmico ao promover o cristianismo evangélico”, segundo afirmava sua acusação. Além da prisão, todo o material cristão que possuíam foi confiscado.

Shannaz e Davoud continuam presos. A as igrejas da Assembleia de Deus em Ahvaz continuam fechadas desde a invasão de 2011. A pressão sobre igrejas registradas aumentou durante 2012, fazendo com que houvesse mais vigilância e restrições. Alguns cultos chegaram a ser suspensos, como aqueles que aconteciam às sextas-feiras (dia sagrado no islamismo) e aqueles conduzidos em persa, a língua oficial do país.

[b]Pedidos de oração
[/b]
Ore para que Farhad e Naser sintam a presença e a paz de Jesus enquanto retomam suas rotinas.
Ore por Shahnaz e Davoud, para que tenham a proteção de Cristo durante seus dias na prisão. Que eles sejam libertados em breve.blo
Interceda por todos os cristãos de Ahvaz. Que o Espírito Santo os guie com sabedoria, especialmente em relação aos cultos comunitários.
Ore para que os bens confiscados sejam devolvidos.
Peça para que as igrejas oficialmente reconhecidas no Irã tenham permissão para se reunir, orar, ensinar a Bíblia e ter comunhão.
Ore pelos oficiais envolvidos, para que tenham misericórdia, ajam com justiça, ouçam a respeito de Jesus e decidam segui-lo.

[b]Fonte: Portas Abertas EUA[/b]