Cristãos na Eritréia
Cristãos na Eritréia

As autoridades da Eritreia repreenderam e aprisionaram pastores da Igreja do Evangelho Pleno do país. Desde a semana passada, dois líderes cristãos idosos cumprem pena em prisão domiciliar em Asmara, capital do país. Mas os pastores Ghirmay, de 75 anos, e Samuel, de 74 anos, foram levados de casa no meio da noite para um local desconhecido.

A polícia também chegou à casa de um terceiro pastor, Georgio, de 72 anos, com a intenção de prendê-lo. No entanto, ele estava doente na cama e disseram-lhe que ele estava em prisão domiciliar, até que ele estivesse bem o suficiente para ser levado sob custódia. Há sete anos, o pastor Georgio saiu de um campo de prisioneiros, onde ficou detido por cinco anos.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou na semana passada uma resolução expressando preocupação com abusos na região do Tigray, pedindo a rápida retirada das tropas da Eritreia, que, segundo ele, estavam “exacerbando o conflito”. As autoridades do país votou contra a resolução e negou todas as acusações do conselho.

Fonte: Portas Abertas