Cristãos orando durante culto na Índia
Cristãos orando durante culto na Índia

A polícia na Índia está usando o pretexto de violência de militantes hindus para proibir os cultos de Natal em locais cristãos, de acordo com o Release International.

No estado de Karnataka, no sudoeste, a polícia restringiu as reuniões de Natal em igrejas, corredores e residências.

Na cidade de Belguam (também conhecida como Belgavi), no norte do estado, a polícia estaria impedindo os cristãos de se reunirem.

O arcebispo Joseph D’souza, parceiro do Release International e moderador da Igreja do Bom Pastor da Índia, disse que a situação em Karnataka era “tensa”.

“Em Belguam, a polícia não está permitindo que grupos cristãos se reúnam em igrejas locais, grupos domésticos e corredores. Esta situação significará a impossibilidade de realizar os cultos de Natal”, disse ele.

Extremistas hindus “cruzaram a linha vermelha ao entrar no culto cristão e conduzir seus próprios serviços”, mas as autoridades não fazem nada para impedi-los, continuou o arcebispo.

“Não vimos nada parecido antes. Eles estão interrompendo os cultos cristãos com seus cânticos hindus. E esses extremistas não estão sendo presos”, acrescentou.

Para pressionar as autoridades estaduais a proibir totalmente a conversão religiosa, militantes hindus acusam os cristãos de praticar conversões forçadas, relata o Release.

Karnataka é o último estado indiano prestes a aprovar uma nova legislação para tornar muito mais difícil para os hindus se converterem ao cristianismo.

O arcebispo D’souza disse: “Alguns líderes hindus acusam os cristãos de realizar conversões forçadas. Mas a própria ideia de conversões forçadas é um anátema para os cristãos indianos.

“Em muitas partes da nação, os cristãos agora estão com medo por causa da maneira como os extremistas estão fazendo justiça com suas mãos”.

Ele está pedindo ao primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, que intervenha para proteger os cristãos durante o Natal.

“Não há lugar na democracia da Índia para campanhas incessantes de ódio dirigidas diretamente à comunidade cristã, suas igrejas, ONGs e escolas. Esperamos proteção do primeiro-ministro”, disse o arcebispo.

Os cristãos no Paquistão também enfrentam um Natal desafiador .

O Release International relata que a polícia começou a isolar algumas áreas cristãs, supostamente para proteger as comunidades cristãs de ataques terroristas.

O parceiro do Release International, Waseem Khokhar, disse: “Para entrar, todos precisam mostrar seu cartão de identidade. A segurança é um grande, grande problema.

“Metade da família vai ao culto da meia-noite, e a outra metade vai ao culto principal, porque nem todos querem morrer. Se, Deus me livre, algo acontecesse, então pelo menos uma pessoa ficaria para olhar depois de seus filhos.”

Paul Robinson, o CEO da Release International, está pedindo aos cristãos no Reino Unido que fiquem em oração com seus irmãos e irmãs perseguidos.

“O release apela à Índia e ao Paquistão para que aumentem a segurança para permitir que os cristãos celebrem o Natal em paz”, disse ele.

Folha Gospel com informações de The Christian Today


Comentários