Políciais entraram na igreja e encerraram a missa da Sexta-Feira Santa por “aglomeração” em Londres (Foto: Reprodução)
Políciais entraram na igreja e encerraram a missa da Sexta-Feira Santa por “aglomeração” em Londres (Foto: Reprodução)

A polícia disse que interrompeu uma cerimônia em Londres na Sexta-feira Santa porque os fiéis “claramente não estavam socialmente distantes”.

Oficiais compareceram à Igreja Christ the King Polish em Balham por volta das 18h da sexta-feira, após receber relatos de “multidões de pessoas fazendo fila do lado de fora”, relata a Sky News .

A igreja não foi autorizada a terminar a cerimônia e os paroquianos foram instruídos a voltar para casa, sob o risco de serem multados em 200 libras ou mesmo presos se não fornecerem seus dados.

Um oficial foi filmado dizendo aos paroquianos que a reunião era “infelizmente ilegal sob os regulamentos do coronavírus” e que os fiéis “não tinham permissão para se encontrar com tantas pessoas dentro da lei”.

Ele acrescentou: “É Sexta-Feira Santa e sei que vocês gostariam de adorar, mas é ilegal.”

A Polícia Metropolitana informou que não houve multas.

“Os oficiais compareceram e encontraram um grande número de pessoas dentro da igreja. Algumas pessoas não usavam máscaras e os presentes claramente não estavam socialmente distantes”, disse o comunicado.

Acrescentou que os policiais estão preocupados com o risco de transmissão.

“Como tal, os oficiais tomaram a decisão de que não era seguro para aquele serviço em particular continuar”, disse o comunicado.

Quer Entender e Interpretar a Bíblia de Gênesis a Apocalipse para Pregar e Ensinar com Profundidade?

Clique Aqui

A igreja disse que sua congregação obedeceu à ordem de sair “sem objeções”, mas negou qualquer irregularidade e disse que “a polícia excedeu brutalmente seus poderes ao emitir seu mandado sem um bom motivo, já que todos os requisitos do governo foram atendidos”.

“Acreditamos que os oficiais da polícia municipal foram mal informados sobre as diretrizes atuais dos locais de culto, dizendo que o motivo de sua intervenção é a proibição contínua da celebração pública em locais de culto em Londres devido ao bloqueio em 4 de janeiro de 2021”, disse o documento em uma afirmação.

“Lamentamos que os direitos dos fiéis tenham sido prejudicados em um dia tão importante para todos os crentes, e que nossa adoração tenha sido profanada.

“Informamos os superiores da Missão Católica Polonesa na Inglaterra e no País de Gales sobre este incidente. Pedimos às autoridades policiais que explicassem o incidente e estamos aguardando sua resposta”.

Em nota, a Polícia Metropolitana de Londres informou à BBC que alguns dos presentes no local estavam sem máscara e não respeitaram o isolamento. “Estamos particularmente preocupados com o risco de transmissão do vírus como resultado de grandes reuniões internas nas quais as pessoas não estão socialmente distantes e algumas não usam máscaras. Como tal, os oficiais tomaram a decisão de que não era seguro para aquele serviço continuar”, disse no texto.

Folha Gospel com informações de The Christian Today