Pastor R. R. Soares, líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus
Pastor R. R. Soares, líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus

A renovação do contrato com a Igreja Internacional da Graça de Deus está esbarrando em um enorme impasse na Band.

Para continuar desembolsando R$ 15 milhões mensais por uma hora diária no horário nobre, o missionário R.R. Soares, líder da congregação, passou a reivindicar um espaço de cinco minutos dentro do Brasil Urgente, de José Luiz Datena.

A emissora está disposta a ceder, porque o dinheiro da igreja é fundamental para suas finanças, mas enfrenta a oposição do apresentador.

A parceria da Band com a Igreja da Graça já dura 15 anos. O atual vínculo vence em 31 de dezembro. Atualmente, R.R. Soares tem um programa a partir das 21h20. O programete de cinco minutos entraria por volta das 18h. Na semana passada, a emissora sofreu um duro golpe ao perder o contrato em que cedia horários para a Igreja Universal do Reino de Deus.

Além da indisposição do principal nome de seu elenco, a direção da Band tem receio de que a entrada da mensagem religiosa espante o público do Brasil Urgente e, consequentemente, prejudique a audiência do Jornal da Band, exibido logo depois, a partir das 19h20. Juntos, os jornalísticos são os programas mais competitivos da emissora. Disputam o terceiro lugar com o SBT.

O departamento comercial avalia que a exigência de R.R. Soares é justa. E que, em virtude da queda da audiência do Show da Fé, o programa das 21h20, uma bonificação contratual em um horário de maior visibilidade seria aceitável.

Também pesam na equação o longevo relacionamento da Igreja da Graça com a emissora e a crise econômica.

“É improvável conseguirmos um acordo tão bom quanto o do R.R. Soares, que sempre nos pagou em dia e tem uma imensa flexibilidade de horários, ainda mais em um momento em que outras igrejas estão deixando de comprar espaço em televisões com programação diversificada”, disse ao Notícias da TV um importante executivo da área comercial da Band, que pediu para não ser identificado.

As igrejas, de fato, estão reduzindo drasticamente seu espaço nas maiores emissoras. A Universal não renovou seu vínculo com a Gazeta, na qual estava há 16 anos, no final de agosto, e só vai continuar na RedeTV! se a emissora aceitar reduzir em 40% o valor atual de R$ 70 milhões/ano.

A mesma proposta de redução foi feita para a Band, rede em que a igreja de Edir Macedo ocupava três horas da programação, nas madrugadas de segunda a sábado. Sem acordo e sem nenhum interessado no espaço, a emissora trocou os religiosos da IURD por reapresentações dos programas esportivos da hora do almoço.

Essa não é a primeira vez que a Band cogita vender parte do espaço do Brasil Urgente para a Igreja da Graça. Em março, durante as férias de José Luiz Datena, chegou a exibir a Oração do Crepúsculo dentro do noticiário, às 18h. Era um boletim semelhante ao feito pela Universal no Balanço Geral, da Record.

Apesar de derrubar em 50% a audiência do telejornal policial, de 6 para 3 pontos, a Oração do Crepúsculo tinha mais do que o triplo de público do registrado habitualmente pelo Show da Fé. Saiu do ar apenas por pressão de Datena. Incomodado e assumidamente viciado nos números do Ibope, ele se recusava a interromper a cobertura de crimes e enchentes para chamar uma prece diária de R.R. Soares.

Procurada pela reportagem, a Igreja da Graça não comentou o impasse nas negociações com a Band, mas informou que “não planeja encerrar a parceria” com a emissora. A Band não se manifestou.

Fonte: UOL – Notícias da TV por Daniel Castro