A Record deixou de ser o monstro que no primeiro semestre roubava o sono dos executivos da Globo. A rede de Edir Macedo parou de crescer no Ibope. Na Globo, a avaliação é a de que a concorrente perdeu o fôlego para tentar disputar a liderança. Sua preocupação agora é manter o segundo lugar, ainda não consolidado.

Tanto que deixou de lado o slogan “A Caminho da Liderança”.

A Record registrou um crescimento impressionante nos últimos anos. Em janeiro de 2006, tinha média diária (das 7h à 0h) de 5,3 pontos na Grande São Paulo, contra 7,7 do SBT e 20,7 da Globo. Em 2007, fechou com 7,2 pontos, um crescimento de 18% sobre 2006, e deixou o SBT (6,4) para trás.

No início de 2008, seu crescimento foi espetacular. Em abril, impulsionada pelo caso Isabella, atingiu média de 9,8 pontos, 11,4% a mais do que no mês anterior. Sua distância para o SBT era de 3,8 pontos. Para a Globo (18,4), era de 8,6, quase metade da do início de 2006.

Em julho, a escalada da Record sofreu um baque. Sua média caiu para 8,4 pontos, 12,5% a menos do que em junho. Em agosto, nova queda, de 9,5%. Em dois meses, perdeu tudo o que ganhara em um ano.

Em setembro e outubro, voltou a crescer, mas em ritmo mais moderado. Neste mês, no acumulado até o dia 25, está com 7,9 pontos, apenas 1,5 a mais do que o SBT. A Globo (16,4) continua distante, 8,5 pontos acima.

Fonte: Folha de São Paulo