Cristãos lendo a Bíblia na Coreia do Norte
Cristãos lendo a Bíblia na Coreia do Norte

A organização cristã Portas Abertas investe na vida de mulheres norte-coreanas através de cuidado pastoral, apoio financeiro e estudo bíblico.

Como consequência dos trabalhos, seis novas refugiadas foram batizadas no fim de 2019. Todas passaram, com sucesso, por um intensivo curso bíblico e foram preparadas para o momento que demonstra o compromisso com Cristo.

As novas cristãs viajaram de três a quatro horas apenas para passarem pelo ritual e outras irmãs também percorreram longas distâncias para prestigiar as novas discípulas de Jesus.

Quando uma mulher consegue fugir da Coreia do Norte, ela está sujeita a várias situações que as colocam em posição de vulnerabilidade. Algumas são vítimas de tráfico humano e acabam na prostituição ou em casamentos forçados.

A partir dos encontros bíblicos, elas podem experimentar o amor de Deus, fazer amizade com outras mulheres e conhecer os planos do Senhor para elas.

Desde 2002, a Coreia do Norte ocupa a primeira colocação na Lista Mundial da Perseguição. Isso significa que os cristãos da nação precisam viver a fé em segredo. Compartilhar a Cristo com os parentes e vizinhos traz um risco alto, envolvendo prisão e até morte.

Muitas refugiadas norte-coreanas descobrem a Cristo nas nações onde encontram abrigo, como a Coreia do Sul e a China.

A Portas Abertas pede oração para que mais pessoas tenham contato com o amor de Deus por meio do trabalho dos seus parceiros, para que os colaboradores recebam forças e sabedoria para serem boas influências na vida de cada mulher e pelas novas convertidas, para que cresçam no conhecimento de Jesus e sejam luz onde forem.

Fonte: Portas Abertas