Rodolfo Abrantes (Foto: revista Comunhão)
Rodolfo Abrantes (Foto: revista Comunhão)

Cris Beloni
Guia-me

Em seu canal no YouTube, o cantor e compositor Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda Raimundos, fez um questionamento: “Você já se perguntou: qual é o seu chamado?”. Embora o vídeo seja de 2019, as mais de 100 mil visualizações mostram que ainda tem muita gente fazendo a mesma pergunta.

Segundo ele, na Bíblia há registros de gente comum sendo usada de forma sobrenatural. “Tanta gente improvável realizando coisas tão incríveis que me faz perguntar: o que será que Ele tem pra fazer comigo? Algum tempo atrás eu me peguei fazendo essa pergunta a Deus, com sinceridade”, revelou. “E mesmo estando inquieto, o Senhor me trouxe paz ao responder que o meu chamado é exatamente esse — estar na presença Dele, ouvir a Sua voz e ser ouvido”, contou.

Sopro divino

O cantor disse que compreendeu o agir de Deus, que não só leva uma pessoa de um lugar para outro. “Em primeiro lugar, Ele me chama pra dentro Dele mesmo e, a partir dali, Ele me libera. Não com uma ordem, mas com um sopro”, explicou.

“No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ela estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens.” (João 1.1-4)

Depois de citar João 1, esclareceu que as pessoas podem enxergar a luz, mas não conhecem o processo, não sabem de onde a luz veio. “A luz veio da vida que estava no verbo, e o verbo estava com Deus. É assim que Deus quer fazer comigo e com você. Ele nos convida para dentro, para que a gente possa fazer a diferença do lado de fora”, enfatizou.

“Eu oro para que o Espírito Santo do Senhor toque o seu coração agora e mostre o que esse convite de Deus revela. Há um lugar preparado para você, dentro Dele. Você cabe ali perfeitamente. E é dali que Deus quer te enviar para trazer transformação ao mundo”, resumiu.

Conversão

No auge do sucesso dos Raimundos, Rodolfo Abrantes, que foi um dos fundadores da banda, anunciou sua saída, em junho de 2001. Segundo ele “o brilho de Deus o atraiu mais do que o brilho da carreira”.

Mesmo sob efeito de drogas, aceitou Jesus num grupo de oração que estava acontecendo em sua casa, por intermédio da esposa Alexandra. “Deus é real, é uma coisa que eu posso falar para vocês”, testemunhou o músico.

Depois de ter vivido com intensidade “sexo, drogas e rock in roll”, agora Rodolfo prega e canta músicas com mensagens bíblicas. Nas diversas entrevistas que deu, inclusive na mídia secular, sempre declarou: “Quando Deus entrou em minha vida comecei a ser transformado. E, com 28 anos na época, eu nasci de novo. Vale a pena acreditar naquele que transformou meus valores e me fez feliz”, disse.

“Me chamaram de doidão a vida inteira, mas eu acho que a maior doideira que eu fiz foi jogar a banda para o alto e ir buscar a face do Senhor. Se você pertence a Deus o futuro é hoje. Hoje é o tempo de fazer mudança. Hoje é o tempo de fazer a coisa certa e amar as pessoas que estão ao seu redor. Ninguém é independente, existe um Criador. No centro da vontade Dele vamos experimentar o melhor dessa terra”, concluiu.

Fonte: Guia-me