Casal gay
Casal gay

Entre este sábado (6) e domingo (7), a Romênia promove a votação de um referendo que busca vetar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O país não permite a união civil de pessoas do mesmo sexo, mas agora vota para estabelecer que o casamento só pode acontecer entre homem e mulher.

O referendo, que requer a participação do 30% do eleitorado para ser considerado válido, foi impulsionado pelas 3 milhões de assinaturas coletadas pelo movimento conservador Coalizão para a Família.

O grupo criticou o termo “cônjuge” na Constituição Romena, afirmando ser neutro demais.

Algumas ONGs como a Anistia Internacional (AI) qualificam o referendo como “homofóbico”. A “Coalizão para a Família”, por sua vez, empreendeu uma extensa campanha em defesa da família tradicional, recorrendo inclusive a mensagens falsas como: “Se não votar, dois homens poderão adotar seus filhos”.

– É preciso defender o presente sagrado da vida de uma pessoa nascida do amor conjugal de um homem e uma mulher – afirmou recentemente a Igreja Ortodoxa em comunicado.

O presidente do Congresso dos Deputados, Liviu Dragnea, afirmou que “tudo indica para a proibição”. A Casa é responsável pela análise do referendo popular.

– Minha educação é ortodoxa, cresci em um povoado, no campo, cercado de famílias tradicionais; tudo isso me faz dizer “sim” – declarou Dragea à agência de notícias internacional Efe.

Fonte: Pleno News com informações da Agência EFE