Silas Malafaia e Raul Gil
Silas Malafaia e Raul Gil

Neste sábado (28), o pastor Silas Malafaia participou do quadro Para Quem Você Tira o Chapéu, do Programa Raul Gil. Ao tirar o chapéu para o juiz federal Sérgio Moro, discorreu sobre o combate à corrupção.

– Deus deixa o homem escrever a história. Ele juntou Sérgio Moro com pessoas íntegras do Ministério Público Federal e da Operação Lava Jato, que têm valores. O Sérgio Moro é o cara da caneta, mas ele sozinho não pode nada. A sociedade brasileira percebe essa lama toda, um dos maiores esquemas de corrupção do nosso país e do mundo, e o trabalho do Moro. Um juiz de primeira instância! – parabenizou.

Malafaia voltou a comentar os crimes de corrupção ao criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para quem não tirou o chapéu.

Ele também não tirou o chapéu para Marina Silva (REDE) por não considerá-la uma evangélica de verdade. Ele brincou com políticos que se aproximam das igrejas para receber apoio e votos. Malafaia ainda afirmou que cada brasileiro deve analisar em quem votou.

– O povo hoje está muito antenado. Acabou essa de pensar que vai enganar um grupo social grande. Agora, se o cara depois fez coisa errada, eu sou responsável? Eu não tenho bola de cristal. Eu voto na pessoa acreditando no cara! Eu já votei errado, já apoiei errado, mas não apoio mais. O Brasil terá dias melhores – declarou.

– Maior instrumento do cidadão é o voto. Ninguém é dono do seu voto, se você é empregado, seu trabalhador não é dono, se é mulher, as feministas não são donas do seu voto, é gay, os ativistas não são, é evangélico, seu pastor não é dono do seu voto. O voto é a sua expressão – concluiu.

Fonte: Pleno News