Cristãos reunidos após o culto em igreja do Sudão
Cristãos reunidos após o culto em igreja do Sudão

Um total de 13 cristãos foram presos arbitrariamente no último sábado (13) em Nyala, Darfur, no Sudão.

Eles estavam em uma casa que compartilhavam e foram levados por oficiais do Serviço Nacional de Segurança e Inteligência (NISS, da sigla em inglês). Ainda não se sabe quais são as acusações contra eles.

A lei sudanesa permite que o NISS retenha os presos por até quatro meses e meio até decidir pela condenação ou liberação.

Três dos cristãos detidos já foram liberados sem nenhuma explicação. Deixar o islamismo é contra a lei no Sudão e muitos dos que o fizeram foram encarcerados por anos.

A missão Portas Abertas pede oração pelo grupo de cristãos perseguidos e seu líder, para que a presença do Senhor os conforte e oriente; para que tenham sabedoria para responder aos interrogatórios; para que, embora as autoridades queiram opor-se à fé deles, o Senhor use as circunstâncias para mostrar seu poder e amor por seus filhos.

Fonte: Missão Portas Abertas