Valdemiro Santiago é líder da Igreja Mundial do Poder de Deus
Valdemiro Santiago é líder da Igreja Mundial do Poder de Deus

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, rebateu as acusações feitas contra as igrejas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no controverso discurso feito por ele na última quarta-feira (10). Na ocasião, Lula alfinetou até o próprio Valdemiro ao dizer que não era papel das igrejas “vender grão de feijão”.

– Muitas mortes poderiam ter sido evitadas. Muitas mortes! O papel das igrejas é ajudar para orientar pessoas, não é vender grão de feijão, ou fazer culto cheio de gente sem máscara dizendo que tem o remédio pra sarar – disse Lula.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Valdemiro disse que Lula não tinha “moral” para acusar as igrejas, e apontou que as próprias acusações do ex-presidente contra ele, sobre as tais sementes “mágicas” que ele teria vendido, não tem provas.

– Prova, o senhor e quem mais que me acuse, prove isso. Apresenta alguém com recibo ou nota fiscal de alguma semente que eu tenha vendido, ou promessa, por que ninguém vai colocar palavras na minha boca – disse.

O líder religioso então subiu o tom e afirmou que Lula era “covarde” por atacar as igrejas de forma genérica, ao invés de citar o nome dele diretamente, e chamou de “favor” a decisão do ex-ministro Edson Fachin de anular as decisões contra o ex-presidente no âmbito da Operação Lava Jato.

Valdemiro também compartilhou um episódio em que Lula o contatou para dizer que estava com um câncer na garganta, ocasião em que, segundo Santiago, foi feita uma oração pelo político petista. O líder religioso disse ainda que “nunca compartilhou das falcatruas” do ex-presidente.

– O senhor nunca me convenceu, eu nunca estive à venda, e sua arte é comprar pessoas. O senhor nunca teve a arte de governar, princípios. O senhor pensou que eu iria ficar calado? Não – declarou.

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus ainda disse que “é só no Brasil que uma pessoa acaba de sair da cadeia, condenada por crime com provas e se torna apto a concorrer ao cargo mais importante do país”, e completou afirmando que, apesar da permissão para se candidatar concedida pelo STF, Lula não será eleito.

– O povo não é bobo, eu não vou botar tapete, não vou abaixar a cabeça, pode me ameaçar, quem me defende é Deus – finalizou.

Fonte: Pleno.News