O Vaticano surpreendeu e lançou um calendário com doze jovens padres. Mas, para quem pensa que se trata de uma novidade, este tipo de fotos já têm uma certa tradição – as primeiras foram publicadas em 2003.

Mas a Igreja avisa que o objetivo é levar informações sobre a Santa Sé para a população e não instigar desejos pecaminosos.

As opiniões ainda são as mais diversas; alguns condenam a atitude do Vaticano, enquanto outros acham que as fotos realmente não são pecado.

Fonte: 180 graus