Um grupo de extremistas hindus invadiu um retiro espiritual onde estavam reunidos pastores batistas e começaram a desferir golpes com paus. A Índia é um dos países com maior registro de ataques às igrejas e líderes cristãos.

Os pastores são da Igreja Batista do distrito de Mahehwaram Mandal, território de Hyderabad, capital de Andhra Pradesh, no centro-sul da Índia. Segundo informações da Agência Fides, através da All India Christian Council – uma organização ecumênica das comunidades cristãs na Índia – um grupo invadiu a reunião da liderança evangélica indiana.

O ataque aconteceu em 04 de junho, quando aproximadamente 50 membros do grupo ‘Rashtriya Swayamsevak Sangh’ – RSS, que significa Hindu Voluntários do Corpo – pararam o retiro com insultos e agressões.

Os ativistas acusaram os pastores por suposta conduta de conversão forçada. Após receberem atendimento médico no hospital, o grupo cristão registrou queixa na polícia. As comunidades cristãs do local estão organizando uma marcha pacífica em protesto contra a violência.

“Toda violência deve ser condenada, mas devo dizer que tais episódios não são muito frequentes em Andhra Prdesh”, disse Amal Yeruva Hyderabad, padre católico, segundo informou a agência Fides.

“Grupos extremistas hindus, na verdade, não são muito fortes em Aadhra Pradesh como eles são em outros estados indianos, como Chhattisgarh e Madhya Pradesh, em parte porque o partido político que protege o BJP (Bharatiya Janta party), não tem muitos seguidores”, explicou o padre.

De acordo com o relatório ‘Global Council of Indian Christians’ (GCIC), em 2012 foram realizados 135 ataques contra os cristãos na Índia.

Segundo o site da Portas Abertas, os ataques a igrejas e líderes acontecem com frequência no país. “A tensão entre hindus, siques, muçulmanos e cristãos é grande. Há muitos relatos de ataques a igrejas, raptos, detenção e intimidação feitos por extremistas hindus. Essas ações são particularmente dirigidas aos líderes das igrejas”, informa o site.

Oito estados indianos possuem leis que proíbem a conversão cristã e há até a limitação de empregos e empréstimos governamentais para cristãos. A Índia ocupa a 31° posição da lista de países com maior perseguição ao Cristianismo.

[b]Fonte: The Christian post[/b]