A capital capixaba, Vitória, é uma das cidades com menor número de candidatos nas eleições municipais em todo o País. Apenas três candidatos disputam a prefeitura.

Mas enquanto a Justiça Eleitoral no Espírito Santo afirma que só poderá divulgar nomes de candidatos com “ficha suja” se houver uma resolução do TSE regulando o assunto, a cúpula da Igreja Católica no Estado decidiu partir para o ataque. A arquidiocese de Vitória lançou uma cartilha sobre as eleições, na qual pede aos fiéis que não votem em “candidato fariseu”, numa referência a políticos considerados dissimulados e hipócritas.

A cartilha “Construindo a Democracia – Eleições 2008” foi lançada pelo arcebispo de Vitória, d. Luiz Mancilha Vilela. “A Igreja não defende partidos nem ideologias, mas explica o que se espera de um candidato. A cartilha tem orientações para que o cidadão possa escolher bem seu representante. Em resumo, orientamos as pessoas a votar naqueles que defendem a dignidade da pessoa humana”, explica o arcebispo.

Com tiragem de 50 mil exemplares, a cartilha foi elaborada pela equipe de Material Político da Arquidiocese de Vitória e será distribuída em todo o Estado.

Fonte: Terra