Deus, quem é?

A teologia apressada diz o óbvio: Deus estava em Cristo — e assim encerra a questão construindo um sistema, um aquário para Deus.

Nosso conhecimento de Deus é, na maioria das vezes, doutrinário; ou utilitário; ou no plano mais psicológico, um conhecimento auto-conhecimento — o que não deixa de ser também verdade.

Aqui falo não da descrição da anatomia de Deus (não sou louco) e nem de sua humanidade, nem de seu eterno poder, ou de sua capacidade de se infinitizar no espaço do coração humano.

Não! Não é disso que falo!

Falo de um mergulho — onde o em cima, o em baixo, o ao lado e o adiante, tornam-se a mesma coisa; e onde o passado existe como fato-verdade, não como nada mais.

Falo de um mergulho no que é!

Falo do que não se fala!

Falo!

Ele fala!

Eu tento ouvir!

Ouvir o que Ele já disse antes em mim; pois, somente assim tenho a chance de ouvir com os ouvidos e entender com o coração.

Sei que sou Nele!

Creio Nele! Mas, pela fé, mesmo sem entender (excede a todo entendimento), eu Sei Deus sem poder explicar!

Revelação é como isto acontece!

Sim, só se conhece a Deus por revelação; mas nem por isto se pode explicar nada!

Cada um tem de conhece-Lo experiencialmente!

Você o conhece?

Caio

COMPARTILHAR
Comentários
Próximo artigoE disse Deus: Haja cruz, e houve cruz!