A cidade de San José, na Costa Rica, foi palco de uma caminhada com cerca de 20 mil pessoas que protestavam contra o casamento homossexual e a “favor da paz social e união familiar”.

A marcha foi organizada pela Federação Aliança Evangélica Costarriquense, que pretendia chamar a atenção da sociedade para a importância da família e da paz social.

A multidão, que vestia camisas brancas, orou e expressou revolta a um projeto de lei, atualmente em discussão na Assembléia Legislativa, que permite o casamento gay.

Há duas semanas, a Igreja Católica também se opôs ao projeto. Os defensores da lei esperam aprová-la antes de 2010.
a cidade de San José, na Costa Rica, foi palco de uma caminhada com cerca de 20 mil pessoas que protestavam contra o casamento homossexual e a “favor da paz social e união familiar”.

A marcha foi organizada pela Federação Aliança Evangélica Costarriquense, que pretendia chamar a atenção da sociedade para a importância da família e da paz social.

A multidão, que vestia camisas brancas, orou e expressou revolta a um projeto de lei, atualmente em discussão na Assembléia Legislativa, que permite o casamento gay.

Há duas semanas, a Igreja Católica também se opôs ao projeto. Os defensores da lei esperam aprová-la antes de 2010.