O arcebispo de Porto Alegre, d. Dadeus Grings, afirmou que “morreram mais católicos do que judeus no holocausto, mas isso não aparece porque os judeus têm a propaganda do mundo”. A afirmação foi feita em entrevista à revista Press.

Segundo a revista, d. Dadeus Grings defendeu ainda a neutralidade da Igreja durante a ditadura militar e na Segunda Guerra, as Cruzadas na Idade Média, o celibato e condenou as pesquisas com células-tronco embrionárias e a distribuição de camisinhas pelo governo.

O arcebispo criticou ainda o ex-jogador de futebol e comentarista Paulo Roberto Falcão, que, afirmou o d. Grings, “fez um fiasco e foi expulso da Roma (time italiano pelo qual ficou conhecido como Rei de Roma)” por não cumprir o contrato.

Fonte: Terra