O papa Bento 16 condenou nesta quinta-feira os ataques terroristas ocorridos em Mumbai, nos quais morreram ao menos 101 pessoas e pediu “que se coloque fim a todos os atos de terrorismo que ofendem a família humana e desestabilizam gravemente a paz e a solidariedade” entre os homens.

Os ataques terroristas –assumidos por um grupo pouco conhecido Deccan Mujahideen– ocorreram nesta quarta-feira (26) em vários pontos de Mumbai, centro financeiro da Índia. Os alvos eram os turistas ocidentais e os homens, fortemente armados, atacaram, entre outros locais, dois hotéis de luxo, um café, uma estação de trem muito frequentados por turistas.

Segundo jornal indiano, cerca de 200 pessoas ainda são reféns dos terroristas no hotel Oberoi Trident.

Bento 16 se manifestou em um telegrama enviado em seu nome pelo secretário de Estado, o cardeal Tarcisio Bertone, ao arcebispo de Mumbai, cardeal Oswald Gracias.

Em sua mensagem, o papa expressou sua preocupação com a explosão da violência na cidade indiana e enviou os pêsames às famílias das vítimas desses “brutais ataques”.

“Sua Santidade faz uma urgente chamada para que se coloque fim a todos os atos terroristas, que ofendem a família humana e desestabilizam gravemente a paz e a solidariedade, necessárias para construir uma civilização digna da nobre vocação humana ao amor de Deus e do próximo”, escreveu Bertone, em nome do papa.

Segundo o telegrama, Bento 16 reza pelo descanso das vítimas e pede o consolo e a força de Deus pelos feridos e os parentes dos falecidos.

Fonte: Folha Online