A Conferência Episcopal Venezuelana (CEV) desejou nesta terça-feira aos católicos e aos homens de boa vontade que passem o Natal em paz e trabalhem para superar as diferenças que dividem a sociedade venezuelana.

O documento de fim de ano desta vez leva o título “Natal de reencontro, paz e esperança”, foi anunciado pelo secretário da CEV, o bispo de Puerto Cabello, Ramón Viloria.

“Temos o grande desafio de superar a polarização e o conflito e trabalharmos unidos para tornar realidade na Venezuela o estado democrático e social de direito e justiça que a Constituição define como valores superiores de seu ordenamento jurídico e de sua atuação”, dizem os bispos.

Eles aproveitaram para saudar os venezuelanos pelo exemplo democrático que demonstraram no referendo de 2 de dezembro, quando foi rejeitado o projeto de reforma constitucional proposto pelo presidente Hugo Chávez.

Além disso, pediram “medidas de graça ou indultos” aos civis e militares que, na sua opinião, estão presos “por razões políticas”.

Porta-vozes oficiais afirmam que na Venezuela não há presos políticos e que os presos devem responder por supostas violações do código penal.

Fonte: EFE