Afeganistão (Foto: David Mark por Pixabay)
Afeganistão (Foto: David Mark por Pixabay)

É impossível viver abertamente como cristão no Afeganistão. Deixar o islamismo é considerado vergonhoso, e os cristãos ex-muçulmanos enfrentam terríveis consequências se a nova fé for descoberta. Eles têm que fugir do país ou serão mortos.

“Só Deus sabe como sobrevivemos diariamente. Ele sabe porque foi gentil em morar conosco. Mas estamos cansados de toda a morte ao nosso redor.”
diz um cristão secreto no Afeganistão

O que mudou este ano?

O Afeganistão continua sendo o segundo país da Lista Mundial da Perseguição mais perigoso para os cristãos, e a perseguição é apenas um pouco menos opressora do que na Coreia do Norte. O Estado Islâmico e o Talibã ainda têm uma presença forte e violenta no Afeganistão, com o Talibã controlando grandes regiões.

Quem persegue os cristãos no Afeganistão?

O termo “tipo de perseguição” é usado para descrever diferentes situações que causam hostilidade contra cristãos. Os tipos de perseguição aos cristãos no Afeganistão são: Opressão do clã, hostilidade etno religiosa, opressão islâmica e corrupção e crime organizado.

Já as “fontes de perseguição” são os condutores/executores das hostilidades, violentas ou não violentas, contra os cristãos. Geralmente são grupos menores (radicais) dentro do grupo mais amplo de adeptos de uma determinada visão de mundo. As fontes de perseguição aos cristãos no Afeganistão são: Grupos religiosos violentos, líderes de grupos étnicos, líderes religiosos não cristãos, oficiais do governo, partidos políticos, parentes, cidadãos e quadrilhas, grupos paramilitares e redes criminosas.

Quem é mais vulnerável à perseguição no Afeganistão? 

Todos os cristãos no Afeganistão são extremamente vulneráveis à perseguição. As áreas controladas pelo Talibã são particularmente opressivas, mas não há maneira segura de expressar qualquer forma de fé cristã no país. 

Como as mulheres são perseguidas no Afeganistão? 

Estima-se que 70% a 80% das mulheres afegãs enfrentam o casamento forçado, e mais da metade das mulheres no país se casam antes da idade legal de 16 anos. O casamento forçado costuma ser usado para garantir que a mulher continue muçulmana. 

As mulheres cristãs no Afeganistão são altamente vulneráveis a todas as formas de abuso físico e têm pouquíssima autonomia social ou financeira. Se a fé for descoberta, mesmo que não sejam mortas, as mulheres podem ser mantidas em casa ou vendidas como escravas ou prostitutas. “Matanças de honra” continuam a prevalecer. Um crime ou matança de honra consiste no assassinato de um membro da família, por sua conduta ser considerar imoral e nociva para a honra familiar ou para os princípios de uma comunidade ou religião. 

Como os homens são perseguidos no Afeganistão? 

Todos os cristãos no Afeganistão enfrentam a ameaça de assassinato, tortura, prisão e isolamento por causa da fé. 

Os convertidos do sexo masculino muitas vezes precisam encontrar fontes alternativas de renda, se quiserem evitar a exposição ao não participarem de práticas religiosas comuns. Como os homens são os provedores, as famílias dependem deles para sobreviver financeiramente – elas sofrem se os homens forem sequestrados ou mortos, e é considerado vergonhoso que as mulheres procurem trabalho remunerado. 

O que a Portas Abertas faz para ajudar os cristãos no Afeganistão? 

A Portas Abertas promove apoio espiritual por meio de campanhas de oração em favor dos cristãos secretos no Afeganistão. 

Como posso ajudar os cristãos no Afeganistão? 

Além de orar por eles, você pode ajudar de forma prática doando para os projetos da Portas Abertas de apoio aos cristãos perseguidos. Doando para esta campanha, sua ajuda vai para locais onde a necessidade é mais urgente. QUERO AJUDAR

Pedidos de oração do Afeganistão 
  • Ore por proteção para a pequena porcentagem de cristãos afegãos. Clame para que Deus torne “os olhos cegos” e que qualquer pessoa que esteja procurando por cristãos afegãos secretos não os descubra. 
  • Interceda para que, apesar do isolamento, os cristãos afegãos sejam fortalecidos e encorajados na fé. Ore para que eles encontrem maneiras seguras de acessar a palavra de Deus e se comunicarem com outros cristãos. 
  • Clame para que Deus trabalhe no coração dos extremistas islâmicos – como os membros do Talibã e do Estado Islâmico – para que eles conheçam o amor de Jesus e tenham a vida transformada. 

Fonte: Portas Abertas