Franklin Graham - evangelista norte americano
Franklin Graham - evangelista norte americano

Um local da conferência em Liverpool, que deveria receber o evangelista Franklin Graham em uma de suas paradas no Reino Unido, cancelou o evento.

Graham, filho do falecido evangelista Billy Graham, deveria falar no ACC Liverpool em 12 de junho como parte de sua  cruzada evangelística de oito datas no Reino Unido.

Mas o ACC cancelou o evento, com um porta-voz local dizendo à BBC que havia sido “informado sobre uma série de declarações que consideramos incompatíveis com nossos valores”.

“Diante disso, não podemos mais conciliar o equilíbrio entre a liberdade de expressão e o impacto divisivo que esse evento está causando em nossa cidade”, disse o porta-voz. 

“Informamos os organizadores do evento que o evento não será mais realizada.

“Temos orgulho de representar todas as comunidades”.

O prefeito de Liverpool, Joe Anderson, disse no Twitter que o ACC tomou a decisão “certa”. 

“Nossa cidade é uma cidade diversificada e orgulhosa de nossa comunidade LGBTQ + e sempre será”, acrescentou.

“Não podemos permitir que o ódio e a intolerância não sejam contestados por ninguém, inclusive por grupos religiosos ou seitas”.

Graham é um defensor franco do presidente dos EUA, Donald Trump, e defende o casamento tradicional.

Ele lidera a Samaritan’s Purse, mas também viaja regularmente pelos EUA, compartilhando o Evangelho e suas opiniões sobre o estado da nação, com seus eventos atraindo multidões. 

Sua turnê no Reino Unido começa em Glasgow, em 30 de maio. Ela ocorrerá em várias cidades da Inglaterra e do País de Gales, antes de terminar no 02 Arena, em Londres, em 4 de outubro. 

Os ativistas LGBTQ + em Sheffield  também tentaram cancelar sua turnê na FlyDSA Arena da cidade, mas o Sheffield City Trust, que administra o local, disse apoiar o “direito à liberdade de expressão ao mesmo tempo em que promove a igualdade e a liberdade do ódio e do abuso.”

Na segunda-feira à tarde, Graham respondeu à decisão do ACC Liverpool.

Ele escreveu uma carta aberta à comunidade LGBTQ no Reino Unido, informando que ele está vindo para a Grã-Bretanha, “não para não condená-los”. Pelo contrário, ele está indo para pregar o Evangelho, conforme publicou em sua página do Facebook.

Graham, no entanto, reconheceu que sua visão sobre a homossexualidade é bíblica, o que o leva a considerar a conduta sexual como um pecado.

“A questão, penso eu, é se Deus define a homossexualidade como pecado”, escreveu ele. “A resposta é sim. Mas Deus vai mais além disso, dizendo que somos todos pecadores, inclusive eu. A Bíblia diz que todo ser humano é culpado de pecado e precisa de perdão e limpeza. A penalidade do pecado é a morte espiritual, a separação de Deus e de Sua eternidade”.

Graham também defendeu o direito à liberdade de expressão e liberdade religiosa. Ele escreveu que não iria ao Reino Unido “para falar contra ninguém” porque o Evangelho “é inclusivo”.

“Estou indo para falar em favor de todos”, acrescentou. “O evangelho é inclusivo. Não estou saindo com ódio, mas sim com amor. “

O pregador de 67 anos terminou sua carta dizendo que os membros da comunidade LGBTQ são “absolutamente bem-vindos” a participar de um de seus eventos no Reino Unido.

Folha Gospel com informações de The Christian Today e CBN News