Igreja Movimento Comunidade Quadrangular, em Betim, é interditada por promover culto com aglomeração (Imagem: Divulgação/Prefeitura de Betim)
Igreja Movimento Comunidade Quadrangular, em Betim, é interditada por promover culto com aglomeração (Imagem: Divulgação/Prefeitura de Betim)

Duas igrejas de Betim (MG), a cerca de 40 km de Belo Horizonte, foram interditadas na manhã desta segunda-feira, 13, por uma equipe da Vigilância Sanitária de da cidade, em conjunto com a Procuradoria Geral do Município e a Guarda Municipal.

Os dois locais realizaram cultos na noite de domingo, 12, descumprindo decreto municipal contra aglomeração durante a pandemia do novo coronavírus.

As equipes receberam diversas denúncias anônimas por telefone e até mesmo em vídeo de que houve aglomeração de fiéis durante os cultos na Igreja do Evangelho Quadrangular e na Igreja Movimento Comunidade Quadrangular, localizadas nos bairros de Laranjeiras e Filadélfia.

De acordo com a Prefeitura de Betim, na Igreja do Evangelho Quadrangular havia cerca de 50 pessoas. Já na Igreja Movimento o número de fiéis presentes chegou a 300.

Segundo a Procuradoria, as igrejas descumpriram o decreto da cidade de nº 42.028, de 20 de março, que dentre outras medidas, proíbe a aglomeração de pessoas em locais públicos e privados, com o intuito de conter a proliferação do novo coronavírus.

Ambas tiveram o alvará de funcionamento suspenso por tempo indeterminado, ou no mínimo, enquanto o decreto estiver vigente. Também foi aberto um processo administrativo pela Procuradoria.

Betim não registrou nenhuma morte por covid-19 até o momento. Até sábado (11), a cidade tinha nove casos oficiais da doença.

Fonte: UOL