Fotos da casa de Xu Jiale e sua esposa Qin Ningping; à direita, um dos oficiais encarregados por vigiá-los. (Foto: ChinaAid)
Fotos da casa de Xu Jiale e sua esposa Qin Ningping; à direita, um dos oficiais encarregados por vigiá-los. (Foto: ChinaAid)

O diácono Xu Jiale e sua esposa Qin Ningping, da Igreja Early Rain Covenant, começaram a compartilhar o Evangelho com os oficiais de segurança nacional do distrito de Chengdu Qingyang, que vigiam as casas dos chineses na região.

Na casa dos líderes, há também um casal de cristãos — Shen Bing e sua esposa Li Xiaofeng — que foi morar com eles, depois de terem sido expulsos de onde moravam.

Isso chamou a atenção da polícia, que enviou alguns agentes de segurança para “morar” lá também. Os oficiais passaram a dormir na casa para vigiar o dia a dia dos cristãos e também para desencorajar Shen e Li de continuarem lá.

Recebendo os policiais com paz e alegria

Xu e Qin, que estão perto dos 70 anos de idade, juntamente com os membros de sua igreja, estão enfrentando o assédio por parte dos policiais com muita paz e alegria.

Eles são gentis e prestativos, além disso aproveitam a oportunidade para pregar o Evangelho. E, curiosamente, os policiais não se ofenderam ao ouvir a Palavra de Deus, ao contrário, eles se interessaram.

No dia 5 de novembro, a polícia mandou instalar duas câmeras de vigilância na entrada da casa do diácono Xu. A equipe de trabalho, então, iniciou um grande projeto do lado de fora.

Conforme descreveram os cristãos, eles cavaram o chão para enterrar vários cabos de energia. E Qin, a esposa de Xu, se dirigiu aos trabalhadores, dizendo: “Excelente! Câmeras de vigilância nos deixam seguros”, ela comentou.

“Seria ótimo instalar chips em cada indivíduo. Um chip no corpo, outro no cérebro, não seria ótimo? Eu agradeço ao Senhor por cuidar de nós. Deus sabe que somos velhos e não podemos derrotar gangsters malvados”, ela continuou.

Em seu discurso, Qin associou as câmeras à proteção de sua família e não à vigilância do governo ditador chinês. E assim, ela começou a conquistar a amizade daqueles oficiais.

Transformando situações

Os policiais de plantão, passam o dia na casa com eles, participando até mesmo das refeições e, à noite, dormem na sala.

Certa noite, os dois casais se reuniram para orar e começaram a chorar. Rapidamente, os policiais invadiram o local, mas em vez de repreendê-los, ficaram parados, em silêncio.

Depois da oração, o oficial líder se manifestou sobre a emoção deles durante a oração e disse: “Vocês venceram”.

Os cristãos contam que, logo na primeira noite, que estava muito fria, um dos policiais — Li Xiaofeng — adormeceu enquanto estava sentado à mesa da sala de jantar. Ali mesmo, ele havia escrito um poema refletindo sua experiência na casa, que diz o seguinte:

“Suavemente, tire o casaco e coloque na pessoa que trabalha no turno da noite. Não o acorde, pois ele está em sono profundo. A noite está fria, as pessoas são pobres. Mas, enquanto você descansa, que possa sonhar e ver anjos. Mesmo estando em suas próprias casas, as pessoas não têm liberdade”.

No boletim de oração semanal da Igreja Early Rain Covenant, os policiais escreveram que são gratos pela mansidão, paciência, amor e resiliência dos dois casais. O casal idoso e grisalho, Xu e Qin, pregaram continuamente o Evangelho aos oficiais, tornando-se um belo testemunho de Cristo.

Fonte: Guia-me com informações de China Aid


Comentários