Estádio da Universidade de Caracas sediará a vigília de oração
Estádio da Universidade de Caracas sediará a vigília de oração

Grupos evangélicos organizam uma grande vigília de oração nesta sexta-feira, 2 de agosto, no estádio de beisebol da Universidade Central da Venezuela (UCV) . Os organizadores esperam reunir cerca de 28.000 participantes e 500 pessoas no palco.

Esta grande vigília de oração também será realizada em mais de 40 cidades da Venezuela e coincidirá na capital com o ‘Jesus Fest International’ e o Congresso de Identidade da Juventude.

Esta será a 18ª vigília de oração organizada por grupos evangélicos na Venezuela nos últimos 13 anos.

A noite de 2 de agosto não será apenas de oração, já que os organizadores se preparam para a noite (das 8:00 às 6:00 horas do dia 3 de agosto) danças, músicas e discursos motivacionais.

O ‘Jesus Fest Internacional’ acontece este ano pela primeira vez na Venezuela, mas tem uma história de 17 anos consecutivos em toda a América Latina.

Ignacio Yllaramendy, coordenador do evento, acredita que “esses dias artísticos culturais e espirituais” alcançarão a “restauração da esperança e da prosperidade integral da Venezuela”.

Durante oito horas os organizadores da vigília de oração aspiram apresentar uma “programação motivacional à esperança que Jesus Cristo representa e seus ensinamentos que adquirem um valor especial nos tempos difíceis que a nação está vivendo por causa do caráter libertador e curador que contém”.

No ‘Jesus Fest International’ haverá “bandas internacionais e artistas de vários gêneros musicais de alto nível artístico, que realizarão um concerto chocante diante de 28 mil pessoas, a maioria jovens da Grande Caracas e de todo o país”, disse ele .

Yllaramendy disse que “Jesus Fest é uma organização jovem massiva cujo objetivo é combater os flagelos que afligem essa geração e transformá-los positivamente de forma integral, para que se tornem agentes geradores de mudanças na sociedade”.

Moisés Jerez, do Identity Congress, disse que “durante o festival, é conscientizado da luta contra as drogas, o álcool, o sexo, a ciber-dependência, o abuso sexual, o bullying e tudo o que está afetando a juventude”.

No show haverá 500 pessoas no palco, realizando teatro e danças folclóricas, com solistas e mimos.

Eles propõem, segundo o porta-voz Arnaldo Araque, “elevar os valores éticos, morais e espirituais de uma sociedade que necessita de uma transformação sócio-cultural e espiritual”.

Folha Gospel com informações de Evangélico Digital