Os quatro cristãos que foram mortos eram vizinhos na aldeia Sulawesi, na Indonésia
Os quatro cristãos que foram mortos eram vizinhos na aldeia Sulawesi, na Indonésia

Três cristãos tiveram suas gargantas cortadas e um quarto foi decapitado em um terrível ataque na Indonésia na sexta-feira, 27 de novembro.

Um posto do Exército de Salvação e as casas de cristãos também foram incendiadas no ataque em Sulawesi Central, relata a International Christian Concern (ICC).

O porta-voz da polícia nacional Awi Setiyono disse que o ataque foi realizado por cerca de 10 pessoas pertencentes a um grupo “terrorista”, de acordo com a Reuters.

Gina Goh, Gerente Regional da ICC para o Sudeste Asiático, pediu ao governo indonésio que responsabilizasse os criminosos. 

“Tal ato sem sentido não pode ser tolerado no país que se orgulha de ‘Pancasila’, a ideologia do estado que promove a harmonia e tolerância religiosas”, disse ela.

O pesquisador da Human Rights Watch, Andreas Harsono, disse à Reuters: “Este ataque é outra escalada séria contra a minoria cristã na Indonésia”.

O ataque ocorre dois anos depois que 15 pessoas foram mortas e outras 57 ficaram feridas em ataques suicidas a três igrejas em Surabaya, Java Oriental. 

Os criminosos desse ataque eram suspeitos de serem filiados ao Estado Islâmico.

Folha Gospel como informações de The Christian Today