Ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva

O ex-presidente Lula (PT) voltou a usar o nome de Deus como fiador de sua suposta honestidade.

O líder petista concedeu nova entrevista na última semana, e atacou o ex-juiz Sérgio Moro, que o condenou por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo o político preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), o procurador Deltan Dallagnol e o ex-juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, são “mentirosos”.

Segundo informações do portal O Antagonista, Lula entende que Dallagnol “deveria ter sido preso” após o portal The Intercept BR revelar conversas obtidas através da invasão do celular do procurador por um hacker.

“Ele (Moro) estava condenado a me condenar porque a mentira havia ido muito longe”, disse o ex-presidente na entrevista concedida à emissora sindical TVT. “Eu estou mais tranquilo hoje, porque a minha tranquilidade é daquele que sabe que é honesto. Que sabe que Deus sabe que eu sou honesto. O Moro sabe que eu sou honesto”, declarou o condenado.

No momento em que Lula e seus aliados tentam construir uma nova narrativa de perseguição política, a percepção popular é de que a divulgação das mensagens supostamente trocadas entre Moro e Dallagnol é uma ação para desmobilizar a Operação Lava-Jato.

“Vagabundos que querem desmoralizar aqueles que tem sido ferrenhos no combate ao crime pela [Operação] Lava-Jato […] O site que divulgou… olha que graça: o dono do site é ‘marido’ de um deputado federal do PSOL. Eu não conheço esse negócio de marido de homem, mas esse não é o assunto. Isso é uma vergonha. Olha o que esses esquerdopatas são capazes! Todo mundo sabe que o PSOL é um puxadinho do PT”, afirmou o pastor Silas Malafaia, referindo-se ao The Intercept BR, em um comentário recente sobre o caso.

Fonte: Gospel Mais